Às ruas… Contra o Baixo Astral!

Buzine contra Corrupção! Manifestantes na Avenida Francisco Glicério (A foto é minha mesmo)

Depois de receber muitos convites pelas redes sociais. Depois de Occupy Wall Street. Depois do texto que eu escrevi há tempos. Pois bem, achei que devíamos voltar nossa atenção para o Acampa Campinas (não tem link pois não encontrei nada que não fosse do Facebook ou do Orkut). Trata-se de um movimento que consiste em acampar na Praça da Catedral (um lugar tradicional de manifestação dos movimentos sociais de Campinas), formar um coletivo apartidário, fazer flashmobs contra corrupção e pedir o afastamento do prefeito da cidade de Campinas, Demétrio Vilagra, do Partido dos Trabalhadores, por sua vez, já afastado pela Câmara Municipal há vários dias. Os manifestantes pertencem a um grupo conhecido como Anonymous, mas há outros grupos de jovens que também aderiram ao movimento.

Vou poupar o leitor da descrição minuciosa mas já aviso que esse texto é mais sobre Campinas que sobre o resto do mundo. Ou não?

A minha surpresa foi muito grande. Eu achava que não era possível que jovens que se deram ao trabalho de se organizar e ocupar a praça pública pudessem estar tão voltados a causas tão conservadoras. Não vou aqui me ater as ausências, não há um zine, uma rádio livre ou qualquer meio de comunicação que os registre que não seja a grande imprensa. Registro não é pouco, é o que fica, é o que marca e o que acumula para próximas ações, mas eu disse que não ia criticar por ausência de ação.

Os Anonymous e os demais grupos que acampam na Catedral reivindicam que a corrupção não pode acabar com o Brasil (assim, muito Brasil, quase nacionalismo) e pregam a aprovação do Ficha Limpa. E eu me pergunto, o que é corrupção? No sentido mais político, segundo Houaiss é:  “emprego, por parte de grupo de pessoas de serviço público e/ou particular, de meios ilegais para, em benefício próprio, apropriar-se de informações privilegiadas, acarretando crime de lesa-pátria”.

Eu já sempre achei estranho grupos que se organizam por meio da desobediência civil terem gostado tanto de lutar contra corrupção. Afinal, acampar na praça pública sem autorização da prefeitura é usar de algo público de forma ilegal. Eu não acho que isso impede um movimento legítimo de ocupar a referida praça, só acho que a bandeira deslegitima a desobediência civil. A praça é do povo como o céu é do condor, dizia o poeta. O espanto maior é ver que ali se reivindica a identidade Anonymous, hackers que promovem várias ações na internet, dentre elas planejam acabar com o Facebook ainda este ano, plataforma que, contraditoriamente, usam para se organizar em Campinas.

E segue! Eles são pelo Ficha Limpa, um projeto de lei que, no mínimo, tutela a população como se ela não soubesse votar, como se não fizesse escolhas de acordo com os próprios interesses. Isso partir de setores mais conservadores, eu entenderia, mas de um movimento de jovens acampados?

A bandeira “Fora Demétrio” também causa espanto. Depois de quase vinte anos em que a direita não vence uma eleição em Campinas, assumiu o poder de forma para lá de controversa, na última semana. A cassação do ex-prefeito Hélio não é a mesma coisa que um afastamento, mas aí é outra história. O que impressiona é a juventude tomar de pronto a pauta dos grandes jornais da região e não se preocupar com a correlação de forças envolvida num processo em que a direita assume a prefeitura sem ter vencido as eleições (com apoio do PSOL, mas esta conversa é outra); houve um tempo que o inadmissível era isso! Quem ganha e quem perde com o afastamento do Demétrio? Para o acampamento, pouco importa. O que importa é lutar pela moralidade na política. Moralidade?

Lutar por mais participação política não é mais pauta de movimento social da juventude, tendo em vista que ainda é uma parte da sociedade alijada de políticas públicas? Transferir a culpa das mazelas políticas a todos políticos parece ser tarefa bem mais fácil do que compreender que a república brasileira, recém fundada e em pleno processo de construção, clama por participação popular num governo de esquerda que jamais fechou o canal de diálogo, nem mesmo com parte da sociedade que não é organizada, como nas Conferências Nacionais.

A impressão que temos de que a sociedade saiu às ruas em 2011 precisa ser analisada com mais calma, não pode ser tomada como a expressão de indignação de um povo. Parte dessas manifestações encontra o apoio da mídia corporativa e não parece estar atenta a questões populares.

Junte tudo: um movimento apartidário, mas que não é autônomo, quase nacionalista, que luta pela moralidade, que saiu na capa da Veja (e não foi como Tática da Baderna, notem bem) e “está nem aí” para a participação popular. Que resultado deu aí?

Glaucia Fraccaro

Anúncios

44 Respostas para “Às ruas… Contra o Baixo Astral!

  1. Infelizmente amigona, voce não conhece nada do nosso movimento, deve estar lendo a VEJA e tirando suas conclusoes hahahaha voce é digna de risadas, patética. Mas se quiser qualquer dia ir até o acampamento estaremos de braços abertos te esperando para abrir a sua cabeça fechada hahahaha nossa causa é nobre e vai muito, mas MUITO além do Brasil. Pensamos em sistema financeiro, em filosofia de vida e não em ficha limpa. Porém, quando somos questionados em alguns pontos, apoiamos algumas ideias, assim como esta. Você confia em político? O político que você votou, você confia? Não confio nem nos que eu votei, pois me enganaram, entao, o minimo (antes de despertar a consciencia do cidadao) é apoiar causas como essa. Converse conosco, questione, você vai ver sua opiniao mudar, afinal tirar conlusoes precipitadas é só o que soube fazer até agora hahahahahaha desinformada!

  2. Essa é a merda de internet …Qualquer comissionada ou pessoa com interesse econômicos partidários (no caso nitidamente o PT) pode escrever….

  3. vc foi injusta e parcial, EU JÁ NÃO TE EXPLIQUEI QUE O UNICO MODO DE MUDAR A SOCIEDADE REALMENTE E DESTRUIR O SISTEMA CAPITALISTA É RETIRAR DOS POLITICOS O CARGO DE INTERMEDIARIO DOS PROCESSOS DECISÓRIOS LEGISLATIVOS, PERMITINDO QUE A SOCIEDADE DECIDA POR SI MESMA, DE FORMA DIRETA?

  4. Acho que você deveria se informar antes de escrever tanta asneira.
    Desobediência civil?
    O acampamento tem autorização da prefeitura e da SETEC para ocupar a praça… mais do que isso, tem apoio da POPULAÇÃO.
    Se você quer fazer a função de ‘jornalista’, primeiro exija de você mesma o mínimo de profissionalismo necessário e INFORME-SE antes de DESINFORMAR outras pessoas.

  5. É simplesmente ridículo o texto. Não da pra tirar proveito de uma linha sequer. Nota-se em cada frase uma ALIENAÇÃO da autora, em relação a querer enquadrar TUDO em direita ou esquerda, partido este ou partido aquele.

  6. O que me consola é que pelo menos imagino que trabalho tão mal-feito e desestruturado não deve receber atenção de quem entende o mínimo do assunto.

  7. desculpe minha cara, agora que vi que você é petista hahahahaha ta explicado! junte-se às pessoas do seu partido que nos ameaçam de morte em plena câmara dos vereadores e seja feliz alienada, achando que seu partido é algo bom hahahahaha

  8. Ana Carolina Adegas

    Nossa, que ridiculo esse texto. Informação as vezes é bom pra contribuir com a credibilidade viu?!

  9. Querendo entender

    Mas por que, aqui no Brasil, a pauta se assemelha tanto à pauta da direita? Acho que seria interessante explicar essa diferença, pq a corrução assola a Inglaterra, EUA e Itália e a pauta do Mov. lá é bem diferente

  10. No meu primeiro semestre de jornalismo, aprendi que para passar alguma informação você deve PESQUISAR, ENTENDER, OUVIR AS PARTES ENVOLVIDAS e ser IMPARCIAL para que assim voce passe a informação correta para o informado. E pelo seu texto, Glaucia, voce não pesquisou, nao sabia nada sobre o assunto, nao procurou ouvir as partes envolvidas e foi totalmente parcial, agindo com emoção. Sinto muito, mas ao meu ver, você é muito fraca na sua profissão !

  11. Glaucia Cristina Candian Fraccaro, esse seu post está totalmente equivocado, talvez seja melhor você procurar um pouco de informação antes que isso te prejudique. Fazer posts de coisas que não tem conhecimento, e sem nem ao menos questionar alguma pessoa envolvida no assunto antes, não passa de um mero conto de fadas, uma criação da sua mente.
    Respeitamos o fato de você seguir o Partido dos Trabalhadores, ser fiel ao seu candidato Maurício Rands, um dos 100 deputados mais influentes e atuantes do congresso, segundo o seu slogam.
    Entendo o seu interesse politico em nos criticar, porém vou informar algumas coisas para você.
    Nós somos os anonymous, lutamos pelo povo, não apoiamos partidos, sindicatos nem nada do tipo, nunca vamos contra as leis, usamos elas sempre ao nosso favor, pois elas são eficientes quando cumpridas, nossos hackers praticam HACKER-ATIVISMO, eles nunca prejudicam pessoas inocentes, estão sempre lutando para tirar coisas inuteis da rede, assim como a pornografia infantil.

    Somos uma legião.
    Não perdoamos.
    Não esquecemos.
    Esperem por nós…
    Anonymous

  12. Oi Gláucia.

    Sinto dizer, mas você está um tanto desinformada quanto ao grupo, e julgo ter escrito este texto com certo preconceito.
    O Anonymous é um movimento internacional sem líderes. Diz-se que tem uma organização horizontal, pois para participar, não é necessário receber ordens de nenhum outro membro, apenas acreditar nos ideais do movimento e tomar atitudes.
    Não faz sentido dizer que Anonymous é um grupo de hackers. Existem hackers no grupo sim, mas eu diria que são a minoria. Nem sequer é contraditório o fato de que alguns planejam tirar o facebook do ar e outros o utilizam. Sendo um grupo de organização horizontal, basta que algum membro tenha uma evidência de atitudes consideradas injustas por parte de um governo ou empresa, que alguns apoiarão a causa de tomar ações de ataque virtual or por manifestações. Portanto, não se pode dizer que o grupo de Campinas, que utiliza o Facebook, concorda com o ataque contra o mesmo. Isso foi decidido por outros Anonymous que abraçaram essa causa. E rede social é o de menos, pois existem várias outras além do Facebook que o grupo pode utilizar pra se organizar.
    Não há apoio da mídia, e a reportagem da Veja nem sequer fala sobre o movimento de verdade, apenas sobre as manifestações que ocorreram e sobre a corrupção no país.
    E quanto a dizer que a ocupação da praça pública é ilegal, eu acho que você deveria ler um pouco sobre o Direito de Resistência. E que tal o Art 5 inciso XVI – todos podem reunir-se pacificamente, sem armas, em locais abertos ao público, independentemente de autorização, desde que não frustrem outra reunião anteriormente convocada para o mesmo local, sendo apenas exigido prévio aviso à autoridade competente.
    A manifestação em Campinas fez o aviso prévio, e você pode verificar o mesmo lá no acampamento. A impressão que você ao citar a definição de corrupção, é que o grupo anonymous de certa forma cometou um ato de corrupção ao roubar a praça do povo. Mas atente-se, a praça não foi tomada como propriedade privada não, e você pode usá-la também. E muito menos em benefício próprio. O que você disse não tem sentido.
    E sim, o movimento pede mais participação do povo na política. E acredita que o Ficha Limpa iria ajudar agora, pois o povo não sabe mesmo votar e isso é fato. Pois veja, você realmente acha que o povo possui educação o suficiente para ter uma boa opnião política e saber escolher bem um representante? Nesse Brasil em que quase 10% da população á analfabeta e muitos recebem educação pública de péssima qualidade?
    Anonymous também defende a corrupção como crime hediondo e 10% do PIB para a educação.
    Não entendi de onde você tirou a idéia que e o movimento está “nem aí pra participação popular”. O que o grupo de Campinas está fazendo na praça então? Quem você acha que o movimento está querendo conscientizar e unir nesta luta contra corrupção?

    Por favor, se informe mais sobre a manifestação. Seu conhecimento está distorcido ao meu ver, ou você mesmo o quis distorcer.

    Sem mais

  13. Querendo entender

    Pelo o que eu ando lendo aqui, vcs. anonimos estão levando a verdade e a justiça para os mais pobres e menos instruídos.Já vi esse filme antes. E tem muita gente instruída que vota no Bolsonaro. Tem skinheads e organizações nacionalistas que pregam a chacina de negros e gays e nordestinos. E tem ensino superior. Não é porque eu tenho só o colegial que não sei votar. Me ofendeu muito ver que a juventude pensa isso de mim.
    Acho que antes de tudo vcs. deveriam ser abertos para o diálogo e não para xingar opiniões diversas. A discussão constrói a democracia, esses insultos não ajudam em nada.

    • Antes de apontar o dedo, procure se informar, não faça como a Glaucia.
      No nosso grupo temos até morador de rua, não temos preconceitos, queremos o melhor para o povo.
      Eu convido você a participar de uma assembléia dos anonymous, ou até mesmo passar pelo acampamento só para buscar um pouco de conhecimento.

  14. Querendo entender

    “Pois veja, você realmente acha que o povo possui educação o suficiente para ter uma boa opnião política e saber escolher bem um representante?”
    Eu me informei pelo post anterior de que parece ser um post de um integrante. Antes de VC. apontar o dedo pra mim, leia o que o outro integrante vem dizendo, e ofendendo pessoas como eu que não tem escolaridade mas pensa, porq pobre pensa!

    • A educação a que ele se refere, é a estrutura escolar… Com o baixo investimento em educação do país, não é possivel instruir um jovem a ter uma mente politicamente correta, pois a educação concorre com entretenimento, e no nosso país investimentos altos são feitos em entretenimento e a educação é deixada de lado, exemplo disso é a copa do mundo, onde bilhões estão sendo gastos em estadios e nem sequer um curso de ingles está sendo oferecido para atender os turistas.
      O estado quer você com pouco conhecimento, para se contentar apenas com pão e circo.

      Não estou apontando dedo, estou te fazendo um convite.

      Você não tem escolaridade, mais é uma pessoa que eu posso ver que gostaria muito de ter tido oportunidades na vida, o fato de você ser pobre não quer dizer que você é menos inteligente que alguem, talvez você tenha tido menos oportunidades, mas nunca menos inteligencia.
      Sou pobre como você, minha infancia inteira estudei em colegios publicos, e sei lhe dizer que a situação é precária, são poucos os professores motivados, poucos os alunos interessados.

      Por isso lutamos para um ensino melhor para a população, para não nos tornar-mos “zumbis” do estado.

      Somos uma legião.
      Não perdoamos.
      Não esquecemos.
      Esperem por nós…
      Anonymous

    • Oi Quero entender

      O que eu falei sobre o povo não ter Educação é exatamente o que a “bonecas vadias” disse. É sobre a estrutura escolar em nosso país. Eu estudei em escola pública, e sei do ensino ruim que obtive. Tive que estudar a parte pra poder ter mais consciencia política. As escolas deviam incentivar mais os alunos a participar ativamente da política, e eu, particularmente, até defendoque houvesse uma máteria sobre isso.
      Desculpe, mas não tive intenção nenhuma de ofendê-lo e se pudesse, entre mais em contato conosco. Pode procurar por Anonymous no Facebook ou mesmo comparecer na acampada que poderemos explicar melhor a nossa causa.
      Por favor, não tire conclusões precipitadas. Eu acredito bastante na luta por uma sociedade mais igualitária.

  15. ana paula palamartchuk

    vejo aqui nos comentários ânimos exaltados e nenhuma “vontade” em discutir os argumentos do post. Pensei nos fascismos e na característica de que com fascistas não se pode debater já que suas práticas não reconhecem alteridade e quando reconhecem algo no outro é só para delimitar a sua eliminação. De toda forma, pra mim, fica a questão sobre a precária participação política das classes subalternas (nas quais eu me encontro) e as grandes dificuldades em tornar o espaço público um lugar de saudáveis, nem por isso consensuais, debates.

    • Não temos vontade de discutir os argumentos do post, pois são argumentos invalidos. Se discutirmos estaremos aceitando-os como validos.

      Ana Paula, eu convido você a comparecer ao nosso acampamento, para saber mais sobre o movimento, e se você simpatizar pode fazer parte do mesmo.

      Não temos liderança, e a idéia é aberta, para que todos possam participar, é claro que não podem fazer referência a partidos politicos, já que a base de tudo é ser apartidário.

      Somos uma legião.
      Não perdoamos.
      Não esquecemos.
      Esperem por nós…
      Anonymous

  16. o “querendo entender” está querendo entender tudo da maneira que acha melhor. Depois de ler um texto explicativo lindo como o do Henrique, acha um ponto que discorda e se ofende hahahaha clássico! Cara, o povo brasileiro realmente não sabe votar, nem eu soube, votando em Dr Helio e seus comparsas…pare pra pensar se um povo que coloca sarney, maluf, tiririca entre outros sabe votar…logico que nao. E nao estou aqui para criticar, estou aqui para ajudar a melhorar essa situação. O povo que não sabe votar não é o pobre e sim o geral. Você está fazendo questão em se ofender, pare com isso, é feio hahahaha

  17. O post é bastante provocativo, por isso, talvez, o tal grupo tenha se ofendido tanto?!!! Ou será que é dificil aceitar e responder uma crítica????!!!
    Bom, entendo que esse texto chama a atenção para o carater genérico do movimento que foi visto em Campinas, e que talvez esteja se ampliando em outros lugares do Brasil….
    Lutar contra a corrupção é interessante e mais do que valido…ocorre, no entanto, que esse discurso – moralidade na política – já foi usado muitas e muitas vezes em outros processo históricos e, pasmem, a maioria desses movimentos possuía sim um tom conservador!! O movimento tenentista utilizou tal discurso, o Jânio Quadros, a Marcha com Deus pela Família……e, pra completar a parada do movimento anonymous com chave de ouro e é o que mais me estranha – e, na boa, estranha mesmo – foi a Veja, aquele revistinha nojenta e meia boca – citar o tal movimento anonymous como a grande sacada do momento, o supra sumo das vangardas revolucionárias! E, ai daquele que crítica…não entende…é de partidos…enfim, não atingiu o mantra do mobimento anonymous!!
    Acho, sinceramente, que o texto fala sobre esse estranhamento, mas o pior cego é aquele que não quer ver….

    • Me diz uma coisa, como alguem pode criticar algo que não conhece? como pode provocar sem antes ter o minimo de conhecimento?

      Estamos respondendo a crítica, esclarecendo como procede nossa idéia.

      Agora a respeito dos partidos, temos acesso aos bancos de dados de varios partidos, com isso conseguimos ligar vocês aos partidos…

      Não estamos especulando como vocês estão fazendo… temos informações concretas.

      Nós Anonymous estamos em todos os lugares, cuidado o seu vizinho de trabalho pode ser um Anonymous.

      Somos uma legião.
      Não perdoamos.
      Não esquecemos.
      Esperem por nós…
      Anonymous

    • Oi Lívia.

      Concordo que o post é provocativo, ainda mais porque os argumentos não correspondem com a realidade do movimento e inclui informações não verídicas (como não ter a autorização da prefeitura).
      Por favor, recomendo que leia mais sobre o movimento em outros blogs e até mesmo faça buscas no google.e ainda mais, se possível, visitar o acampamento antes de tirar conclusões.
      E o movimento não tem culpa por ter saído na Veja. Esta revista é livre para publicar as matérias que desejar, e se quiseram falar do movimento e colocar a máscara na capa, isso não quer necessariamente dizer que foi a pedido de alguém do movimento. Eu li a matéria e achei pouco ou quase nada de informação sobre o movimento em si. A máteria focou mais mesmo na corrupção e o por quê o povo deveria se manifestar. Mas sobre o Anonymous mesmo… quase nada, apenas falaram da máscara e pronto.
      Acredito que há de se concordar que a corrupção na prefeitura de Campinas foi um escândalo enorme e um desrespeito aos cidadãos e ao dinheiro público. Fico feliz que hajam pessoas protestando por causa disso.

  18. Queridos PETISTAS 🙂
    O Demétrio vai CAIR e nunca mais vai voltar, por que a Ficha Limpa vai lhe denunciar!

  19. Vai cair o Demetrio e virá o Carlos Sampaio…O que fazer?

  20. Vai cair o demétrio, sim, mas virá o Carlos Sampaio. O que faremos?

  21. Livia,

    as informações do post são simplesmente INCOERENTES com a realidade. A mania do brasileiro de tirar conclusões das coisas pelo que a televisão e a mídia em geral diz é incrível. Ninguém entende do que REALMENTE se trata a manifestação se não passou no acampamento, se não conversou com os manifestantes, se não participou de assembléias… Mastigar o que você vê na Veja e na televisão e sair disparando acusações a um Movimento com causa tão nobre chega a ser ridículo.

    Quer exemplos?
    desobendiência civil: não acontece.
    Discurso de esquerda: não acontece.
    “Os manifestantes pertencem a um grupo conhecido como Anonymous”: errado. não é exclusividade do Anonymous. Qualquer leigo que acompanha o que está acontecendo no mundo inteiro através de notícias CONFIÁVEIS sabe disso.

  22. Oi Henrique

    Muito bacana suas colocações.
    De fato, é importante rever os conceitos.
    Porém, mantenho que acho o trabalho desse post bastante válido para, inclusive, contribuir com as lutas desse próprio grupo.
    Olha, sou historiadora e não há como não remeter aos fatos políticos do passado qdo a discussão é a corrupção… Nunca disse que o trabalho que vcs andam fazendo merece ser desmerecido (entendeu né?)
    Mas defendo (e muito) que é necessário ter atenção aos debates propostos e as lutas que são travadas, elas até podem ter boas intenções, mas….se nada estiver muito bem discutido e claro, esse movimento pode (enfase no pode tá) contribuir para algo muito complicado…talvez, pensando alto….no fim das eleições livres…no fim de candidatura de pessoas que já foram fichadas por policiais corruptos, por pessoas que foram julgadas erroneamente (evidente que é esses casos são a minoria, mas, pensa que defender determinadas preceitos pode ser cruel, então tem que estar muito consciente dos atos e decisões).

    Enfim….

  23. acho que isso encerra a discussão.

  24. A discussão nunca acaba numa democracia, diálogo sempre!

    Esse vídeo diz que os anonymous incentivam que as pessoas tenham as próprias ideias, mas nesse site, vi que aquelas que pensam diferentemente, são xingadas, desmerecidas como pessoas. Acho que não é diálogo que vcs. querem, é doutrinar o outro… então se assemelham à partidos que vcs odeiam… Sejam, no mínimo libertários e permitam que essas pessoas digam o que pensam… Censura não! Diálogo sim, sem xingamentos e diminuição dos outros

  25. E só p/ fechar…o texto não afirma que o movimento de Campinas é só do grupo anonymous…segundo o post, há vários jovens ali…. o que torna a atuação de vcs (anonymous) muito mais interessante e importante….
    Por isso falei sobre a consciência das ações e das consequencias desses atos, do dialogo com outros grupos (não é pq são apartidários q não poderão nunca conversar com outros movimentos sociais e/ou até membros dos partidos)…mas enfim, acho que falar isso é chover no molhado, pois, ao que parece, o grupo anonymous não pretende entender o que está sendo colocado pelo texto, por mim e outros companheiros de luta…

  26. Queria me manifestar sobre o que “A discussão nunca acaba numa democracia, diálogo sempre!” disse: “mas nesse site, vi que aquelas que pensam diferentemente, são xingadas, desmerecidas como pessoas.” Se vc der uma olhadinha nos textos verá que aceitamos todas as formas de expressão que se queiram aqui imprimir!!! Prova disso é o fato de que não apagamos nenhum dos mais de 30 posts ofensivos que foram feitos para a autora do post. Pôxa, gente, vamos lá! Diálogo e criação de conhecimento se faz assim, sem agressividade e sem doutrinação! Ainda mais de um movimento que se diz libertário como o Anonymous… nunda esperei que jovens engajados como vcs fossem se comportar como crianças emburradas porque foram contrariados! Estamos aqui, dando a cara pra bater e abertos à conversa civilizada! Façam por onde, por favor!

  27. “Prova disso é o fato de que não apagamos nenhum dos mais de 30 posts ofensivos que foram feitos para a autora do post.”
    Dizer que o que está escrito aqui é informação falaciosa, despreparada, totalmente fora da realidade do movimento é ofender? A autora usou do Houaiss para definir corrupção. Talvez ela deva socorrer-se novamente ao famoso pai-dos-burros para ver que crítica construtiva não é ofensa 😉

  28. Na verdade, ao meu ver, não somente os políticos são corruptos, mas também muitas pessoas do funcionalismo público, e isto é mais aterrorizante ainda. Já é difícil cobrar ética daqueles que votamos, imagine cobrar daqueles que começaram a trabalhar pelo Estado por aprovação e seleção em um concurso público ou então, por cargo comissionado.
    Tem que realmente haver uma restruturação política e do funcionalismo público. E o povo precisa cobrar isso, pois a bagunça está demais!!
    Eu vejo o PT do passdo como uma esperança da esquerda para o povo nos anos 80 e 90. Mas quando finalmente assumiu o poder, foram muitos escandalos de corrupção e pouca mudança efetiva na vida do trabalhador (principalmente classe média). Acho que o fato do apartidarismo se dá por conta da desilusão política. Não importa quem assume o poder, se é esquerda ou direita, a situação no país nunca muda. As disputas entres os partidos são tão acirradas, que criou-se uma sede de poder muito grande, e essa disputa tornou-se mais importante do que o desejo de melhorar a vida de todos na nação. Por isso já ouvi alguém falar uma vez que o povo não quer mais o “partido”, e sim o “inteiro”.
    Chega dessas disputas por poder. Isso está matando nossa nação.
    O PT mesmo, na minha opinião, não é mais um partido verdadeiramente de esquerda. Já foi, mas se perdeu no caminho.
    E os trabalhadores não acreditam mais nos sindicatos. Ouço muitos reclamarem deles. Eu não quer sindicato pra ter colonia de ferias ou desconto em clubes, e sim pra me ajudar a me proteger de empresas exploradoras de mão-de-obra. São poucos que realmente fazem isso.

    Enfim, a conversa vai longe…

    Mas pra concluir, acredito que o que o povo quer realmente, é alguém que esteja disposto a trabalhar pelo povo de verdade, independente do partido.

    *Tudo que eu disse aqui é minha opinião somente!

  29. Pingback: Às ruas… Contra o Baixo Astral (continuação) |

  30. Querida Glaucia
    Confesso que à primeira vista não ia ler o seu texto “Às ruas… Contra o Baixo Astral”. Não me chamou a atenção o título. Embora muita gente ultimamente sai às ruas “contra o baixo astral”, isso não me convence. E embora as relações, redes e movimentos que podem sair de uma convivência nas ruas sejam extremamente positivas, isso não é o suficiente. Mas é necessário essa união aparentemente caótica de gente, com certeza diversificada, acampada nas ruas.
    Reinvindicar os espaços públicos é necessário.
    Veja o exemplo de alguém que comentou que existem até mendigos no grupo (eu confesso que fico chocada com tal colocação). Posso estar errada, mas me pergunto se essa pessoa nunca havia notado que os mendigos já estão acampados faz tempo e que não pediram autorização da prefeitura. Na minha opinião, pedir permissão é absurdo. Manifestação com carro de polícia e cordão de isolamento para mim é parada militar.
    Desculpe insistir em comentar os posts da mesma pessoa, mas é que estava procurando alguma coisa informativa e me deparei com a frase que copio um trecho: “Nós somos os anonymous, lutamos pelo povo, não apoiamos partidos, sindicatos nem nada do tipo, nunca vamos contra as leis, usamos elas sempre ao nosso favor, pois elas são eficientes quando cumpridas (…)”. Sabe, essa semana em uma cidade européia aprovaram uma lei que cobra uma multa de 750 euros por recolher comida no lixo. Se fosse em Campinas, como você faria para usar essa lei a nosso favor? Você de verdade acha as leis são eficientes quando cumpridas?
    A Glaucia é contra a lei da ficha limpa porque argumenta que o povo deve saber votar, quase lúdico. Eu, até onde eu sei, sou obrigada a votar por lei…
    A Glaucia é petista. Eu não posso dizer o mesmo. O pessoal que respondeu o post, de que partido é? Anarquista é que não parece, sinceramente, e eu também não. Eu sou branca, capitalista e burguesa sem dinheiro, atualmente vivo às custas do governo brasileiro com muito orgulho do meu trabalho (que tem gente que acha que não é trabalho).
    Vamos Glaucia, que o convite para fazer a visita no acampamento é a primeira reação esperada. A próxima vai ser, mas você não viveu aquilo, você não esteve lá de verdade… você acampou? “viveu a ditadura?”
    Bem, o tema da investigação política, Glaucia, tem que conhecer quem escreve, ora bolas, acho muito válido que tenham investigado sobre você. Acha mesmo que não é preciso investigar? Agora os virus, bem os virus, devem estar tentando te vender um anti-virus ;).
    Eu gosto de muitas coisas que escreve Henrique. Queria comentar uma coisa: a midia vai dar muito mais importância ao combate à corrupção, por questões políticas, oportunismo, manipulação. Mas você com certeza já viu a massa reacionário organizada por trás desse discurso. Espero com esperanças que não faça parte dela.
    Levar um movimento como o de vocês, entendo que você faz parte, é um trabalho gigantesco, que exige muita dedicação e acaba gerando uma falta de tempo para criar uma demanda própria. Explico: você acaba direcionando o olhar para e lutando por causas mais gerais como a corrupção sem ter tempo de aproveitar o momento e a união indignada para lançar novos manifestos e, o principal, realizar coisas efetivamente práticas que não seja só criar uma coletividade.
    Outra coisa Henrique, o povo não precisa de ninguém que trabalhe por ele, concorda?
    Não lembro mais quem comenta, mas por que não tem desobediência civil?
    Perdão, vou um pouco cansada.

  31. Albina!
    Muito obrigada pelo seu comentário. Ele ajuda a realçar: eu não sou contra a ocupação da praça e acho a idéia incrível. O ruído todo da conversa não permitiu que a gente discutisse o que você chamou de caos aparente, a perturbação que isso causa na cidade, a alteração da geografia, a zona temporária, a aparente falta de consciência que muitas vezes é consciência política e porque essas coisas não teriam andamento dentro de um discurso que engessa e conserva.
    Beijo!

  32. Alegam que a autora está desinformada porque não só de Anonymous vive o ocupa Campinas (é esse o nome?… ficou tudo tão borrado que nem o nome de vocês pelos comentários eu consegui sacar); porque nem todos apoiam o Ficha Limpa, porque são libertários SIM e defendem que o “povo brasileiro” não sabe votar, acredita em tudo que lê na grande mídia; são do bem, a favor do mesmo povo que desprezam, contra o mal, políticos corruptos; são a favor da derrubada do capitalismo e do Estado, mas pedem autorização da SETEC pra acampar… Pergunto-me humildemente: Que passa?

    O que querem então, quem são? A definição de um movimento deve vir sim, não sem antes diálogos e mais diálogos, e por diálogos quero dizer ouvir a opinião e o posicionamento alheio sem tentar desligitimá-lo, é acordar, é discutir, e talvez até brigar, mas ouvir… Alguém disse que isso seria a mesma coisa que aceitar o comentário, oras para você ouvir a outra pessoa é preciso SIM consentir sua existência, seu posicionamento,ouvir a outra é dar VOZ a ela. ISSO sim é liberdade: “Não temos vontade de discutir os argumentos do post, pois são argumentos invalidos. Se discutirmos estaremos aceitando-os como validos.” Minha querida boneca, argumento é argumento, você está confundindo esse termo com outro que se chama verdade. Cuidado… Muito cuidado porque são nesses tropeços que a liberdade se perde. Citando outros tropeços:

    “Cara, o povo brasileiro realmente não sabe votar, nem eu soube” sabe esse complexo de vira-lata não poderia colar num movimento de cunho libertário e como deveria parecer ser o de vocês.

    Tirando o fato que nem todos são do Anonymous, alguém que se diz de tal movimento, usa a máscara do V de Vingança (sou fã de carteira desse HQ), participa de uma ocupação autorizada e favor do Ficha Limpa? Hã? Cadê o V nisso tudo? Ele era o defensor da destruição e do caos, pela busca da liberdade, mesmo a sua referência ao 5 de Novembro era muito mais “subversiva” do que vocês pretendem ser. Ficha limpa tutela a população e tutela através do que? Através do mecanismo jurídico e policial, que como vocês bem sabem é LIVRE de corrupção [ironia modo on, tá?].

    Acho que de resto já foi respondido no novo post da autora, só reafirmando que foi impressionante mesmo terem alegado com orgulho que conseguiram informação da autora através de meios escusos, por favor, ela não é uma política corrupta, ela não é líder de uma grande empresa, ela faz parte do povo a quem querem proteger… Proteger? Não, que querem tutelar… Bom como parte do povo agradeço o convite da tutela, mas recuso!

    Cordialmente…
    Anônima.

    PS: não vou por MESMO meu nome nem nada correto sobre minha pessoa porque já deu pra ver que o meu interlocutor é “perigoso”.

  33. E eu achei que era mentira:
    http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2011/10/18/pt-treina-patrulha-virtual-para-atuar-em-redes-sociais-411816.asp

    cuidado com as fontes de informação:

    para de escrever merda e começa a ler a respeito… não faça parte desse grupo… acorde para a verdade…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s