A mídia que estupra

Quem não se lembra do filme The Accused (1988 – Jonathan Kaplan), protagonizado por Jodie Foster, que consagrou a atriz por uma interpretação notável? Filme aclamado pela crítica, impactante e polêmico em sua essência, narra a história de uma jovem, Sarah Tobias, que, após uma noite de diversão com as amigas, é estuprada por vários homens nos fundos de um bar. No desenrolar da trama, com o auxílio de uma advogada, Sarah, que no início é vista como “responsável” pela violência, consegue a condenação de seus agressores, reafirmando a tese de que, independente do flerte, da bebida, das roupas ou de qualquer outra coisa, estupro é sempre estupro. No enredo, vitoriosamente prevalece a máxima: sim significa sim e não significa não! Durante o julgamento, entretanto, outros agravantes foram mobilizados pela advogada para condenar também os cúmplices daquele terrível caso: o estupro de Sarah morbidamente contou com uma platéia entusiasmada que, aos gritos, incitava o ato de violência. A cada novo agressor, a platéia pedia “bis”.
Para quem esteve ligado nas redes sociais no último domingo (15/01/12), sabe que a lembrança do filme não é fortuita. Desde ontem, o assunto do suposto estupro sofrido por Monique em rede nacional no Big Brother Brasil não sai de nossas cabeças e nem de nossas timelines. A cena, para quem viu no pay-per-view, enoja, deprime e indigna. Uma mulher, desacordada e vulnerável, tem o seu corpo violado e invadido por alguém que, ao que tudo indica, não foi convidado. Aparentemente sem consciência e sem meios de reagir, a vítima estava entregue ao seu agressor, Daniel, em frente às câmeras, à equipe técnica e à enorme platéia do outro lado da televisão e do computador.  Aquilo que era feito nos fundos de um bar perde os seus “pudores” e se torna diversão pública e explícita na TV.
Muitas questões têm surgido desde que a cena virou polêmica nacional: Monique sabia o que estava acontecendo? Ela compartilhou as carícias de Daniel? Houve sexo? Ela se lembra do que ocorreu? A despeito dos comentários moralistas, machistas e misóginos – que me recuso a discutir, pois já estou farta de tentar argumentar com quem insiste na imbecilidade – outro fato me chamou a atenção: o papel da platéia nesse “show de horrores”. Quem estava presenciando a tudo e nada fez? A responsabilidade do ato, além de Daniel, se ficar comprovado o estupro, deve ser estendida a quem mais? Assim como os espectadores do estupro no filme The accused, qual o papel da maior emissora de TV do país no caso?
Nas cenas do dia seguinte, Monique dava indícios de que não sabia exatamente o que havia ocorrido na noite anterior. Intrigada, após ter sido chamada no confessionário, pergunta à Daniel o que, de fato, acontecera naquela noite. O brother nega o sexo, dizendo que foram apenas beijos e umas passadas de mão, e claramente se esquiva do assunto.
Monique, confinada em um reality show, sem contato com o mundo exterior, não sabe que o Brasil discute seu suposto estupro. Possivelmente violentada enquanto dormia, ela é também “violentada” pela produção do programa, quando esta se nega a informá-la exatamente sobre que está ocorrendo. Omissão grave, já que esta era a equipe a quem a participante confiou sua segurança, ao aceitar participar do programa, um ambiente teoricamente controlado e protegido por regras e parâmetros de bom senso, garantidores, ao menos, da integridade física dos jogadores. Entretanto, a produção se abstém de dizer o que de fato está acontecendo e deixa Monique, mais uma vez, à mercê de seu eventual algoz. Embora ela tenha direito à verdade, ela continua indefesa na escuridão, como a do quarto em que estava na noite de sábado, permanecendo também na insegurança das camas compartilhadas do programa. Daniel, já anteriormente acusado de ter se aproveitado de Mayara, segue ileso pelos corredores da casa e sequer é questionado pelos responsáveis do reality show. Monique parece ser vítima duas vezes.
Independente da posterior averiguação do caso e da condenação ou não de Daniel, existe um cúmplice a quem não se pode negar a culpa: a Rede Globo de Televisão. A emissora, na madrugada do domingo, reconheceu as evidências de um possível crime (no plantão de notícias do pay-per-view os responsáveis pelo programa escreveram que estava “rolando um clima”, mas que a “loira não se mexia”), se utilizou dessas evidências para alavancar o seu ibope, incitando os telespectadores a continuarem a assistir às cenas, mas, em momento algum, tentou (ou desejou) interromper o ato. No dia seguinte, diante da polêmica e dessas evidências, se absteve, ainda, de revelar à Monique o que ocorrera, negando assim o direito essencial da participante de decidir se devia prestar queixa à polícia ou não.  Os produtores, cúmplices da suposta violência, ao esconderem as cenas de Monique, negaram-lhe, entre outras coisas, o direito de realizar o exame de corpo de delito, instrumento fundamental na comprovação da agressão. E quem se responsabilizará por isso?
O histórico de barbaridades no BBB já não é novo, mas quais serão os limites do programa após um suposto estupro em cadeia nacional? Como será interpretada pelas autoridades públicas e pelos telespectadores a omissão da Globo diante do caso?  A emissora, de forma tirânica e desleal, seguiu com o espetáculo, reduzindo o episódio, através de seu fiel porta-voz, Pedro Bial, a “muito amor”. Através de uma edição impregnada de machismo e, por que não, de moralismos arcaicos, deixou Monique à mercê da situação e sequer prestou contas ao público, que ainda debate intensamente nas redes sociais a saída/punição de Daniel. Como uma concessão pública, que serviços à comunidade são prestados por essa emissora de TV? Qual a responsabilidade social da Rede Globo com seus telespectadores? Ou ainda a pergunta que nos atormenta a cada dia: o que tem sido e para quê tem servido a grande mídia no Brasil?
Nesse sentido, a pressão e as críticas dos brasileiros e telespectadores é cada vez mais fundamental na mobilização de forças não somente para a solução desse caso, mas também na construção de uma nova mídia.

Ana Flávia C. Ramos

Anúncios

108 Respostas para “A mídia que estupra

  1. Que inocência da autora deste texto.
    É óbvio que isso foi forjado para ganhar audiência. Tudo combinado antes.
    Como em todas as edições desse “reality” show.
    É capaz de ainda rolar um processo, tudo combinado, que vai dar em nada, somente para aumentar a audiência.
    Depois ela posa pra playboy e fica rica.
    Elementar.

    • Que interessante. Quando acabam os argumentos (já usados exaustivamente) de que ela tava bêbada e não pode reclamar, ou de que um não é sempre um sim com insistência, ou de que ela tava se oferecendo, ou qualquer outro do mesmo nível, aparece um monte de gente falando em armação. Ou seja, mesmo quando não dá mais pra negar que aquilo é uma cena de abuso, há sempre uma saída para não incriminar o homem, é de que ali é tudo uma armação, tão despropositada como as outras.
      Bom, mas sobre o post mesmo, execelente texto. Pelo jeito você escreveu antes dele ser eliminado da casa, o que não muda muita coisa, pois a globo continuo omissa, apenas cedeu a pressão da crítica vinda de partes dos espectadores e provavelmente quis se precaver agora que a polícia investiga o caso. Por isso, seu argumento de que a omissão da globo deve ser investigada e punida, continua a valer para o caso. Assino embaixo do post.

      • cs.nice@gmail.com

        “mesmo quando não dá mais pra negar que aquilo é uma cena de abuso, há sempre uma saída para não incriminar o homem”
        Disse tudo, Caio.

    • como é bom um sabe tudo de Plantão

      • faço minhas as suas palavras “Ou seja, mesmo quando não dá mais pra negar que aquilo é uma cena de abuso, há sempre uma saída para não incriminar o homem”. Que pena, que pena mesmo que existam tantas pessoas cegas assim no mundo que prefirem justificar crimes do que combatê-los.

    • Mesmo que seja marketning, é vedado a qualquer empresa, usar um fato criminoso para promoção…o que parece bem lógico…a não ser para os burros de plantão!!!

    • A Rede Globo coloca homens e mulheres confinados, ainda música, ÁLCOOL e é pra acontecer o quê. Tem um outro detalhe os BIG BROTHER’s de outros países chegam no máximo ao 3, no Brasil é o 12º se não me engano. EXTUPRO COISA NENHUMA, OS DOIS EMBRIAGADOS… não vou nem falar mais. Tem coisas que é perca de tempo discutir, pra quem sabe o que é viver e o que é a vida.

    • Na verdade este post também foi uma armação, porque a Globo tem comprado blogs e jornais pra que a repercussão pareça mais real. Na verdade somos todos autômatos desempenhando um mundo aparentemente consciente pra manipulá-lo, quando na verdade você é a única mente consciente que existe.

    • Que pena que existem pessoas cultas que se prestam a um papel triste como este, ser conivente com um assunto tão sério como este. Tudo por dinheiro. Pedro Bial você não devia se prestar a este papel.
      Usado e usando as pessoas de forma alienante. Que pena que alguns estudam para tornarem-se tolos.

  2. Por que uma pessoa com tanta acuidade de raciocínio e opinião tão categórica e cheia de verdade não assina o seu post? Anônimo é eufemismo pra covarde!

  3. O post está assinado.

  4. lpniceown@gmail.com

    bem, penso assim, se ela quer da, ela da, se ela na queria, ela n daria.
    se ela tava bebada, certeza q ela tinha dado pra alguem dentro da festa ou ateh mesmo perto de alguma moita dentro da casa dos bbb.
    e certeza, se ela TARIA SENDO ESTRUPADA COMO DIZEM, O PESSOA DA PRODUÇÃO DO PROGRAMA TINHA QUE TER FEITO ALGO CONTRA ISSO, POIS AONDE JA SE VIU, UM PROGRAMA ONDE A PRODUÇÃO VIVE COLADA PRATICAMENTE NOS BBB’S

  5. Com certeza foi armação! Cenas fora do comum, o cara sabia que estava sendo filmado!
    Se queimou por nada? Rolou um cachê gordo pra dupla de atores!!!
    E tem retardado que assiste essa merda!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  6. Pingback: Violência sexual no BBB e muito machismo fora deleBlogueiras Feministas | Blogueiras Feministas

  7. Sinceramente, não sei quem é pior: A Rede Globo ou os Participantes do BBB. Essas pessoas que entram nesse programa estão dispostas a tudo por dinheiro. Uns são capazes de abandonar o emprego, outros o marido ou a esposa, e lá dentro não se preocupam em ao menos se vestir direito, sabendo eles e elas principalmente que estão sendo vistas por um monte de gente no Brasil todo. Agora, remetendo a minha dúvida inicial, acho que na verdade o os Participantes chegam a serem piores mesmo, por que nisso tudo, eles é que são tratados como objetos… Se eles pensam que fazem tanto sucesso assim, fazem mesmo, mas o fazem porque há um monte de gente que não tem o que fazer e acaba acompanhando isso. Mas vale falar que nem todo mundo que assiste gosta. Pessoas que são “ligadas” também assistem pra ter argumentos reais na hora de detonar o programa e as pessoas que participam dele. Ou será que toda risada após uma piada sem graça é destinada a piada? Nunquinha. Há risadas que são destinadas a idiotice de quem não sabe contar piada. Só uma analogia. Espero que entendam!!!

  8. voces ainda assistem isso??

  9. É sempre a mesma historia.Tudo que envolve a violencia com a mulher é uma farsa, é mentira, é sacanagem dela para ferrar com o homem.A mulher é sempre a vilã, a maldita, a cobra .Nem vem ao caso essa discussão se foi ou não marketing, mesmo que fosse, seria inaceitável que um programa pudesse usar desse elemento para atrair atenção.Nesse caso quem deveria ir preso é o diretor .Um crime aconteceu lá dentro e deve ser denunciado.Mas existe uma questão delicada, ela deve ter conversado com o Boninho, e ele deve ter dito para que ela negue tudo em troca de uma carreira dentro da Globo.Poderia ela sozinha enfrentar a Globo caso decidisse levar a denuncia adiante? Dificil saber, o que sabemos é que a Globo foi criminosa e toda a equipe que assistiu deveria ser julgada.Quanto a ele, onde está ? Debaixo da asa da Globo ? Cade ele ? Se ele se comporta assim com milhões de cameras ao redor, assustador pensar nele na vida real.

  10. Eu não suporto o BBB! Tudo tão artificial… mais de dez anos no mesmo nhem, nhem, nhem… é terrível…
    Mas, quem quiser assistir…que assista…

  11. serio não sei o que é pior o BBB ou alguem fazer um texto deste tamanho, em outros BBB pelo mundo já ocorreu o estupro que é uma estimulado pra poder chamar a atenção todo mundo la dentro tem problemas, ficha criminal, perfil piscologico etc tudo é feito de forma a ocorrer conflitos tem hora que sai do controle la fora ja teve até morte …
    Então Ana Flávia C. Ramos gaste seu tempo brigando pelo não é não mas gaste ele com quem merece esse programa foi feito pra gerar polemica…

  12. A Globo tirou os vídeos do Youtube, foi sonegação da prova.
    O vídeo foi postado em outros sites e posteriormente voltaram a youtube.
    A Globo tentou evitar o escâdalo mas, o TT dedou e a noticia foi espalhada pela net.
    As empresas de Mídia e Blogs só deram a notícia dia 16/01. Foi twitado,TT, dia 15/01 e a censura foi quebrada.

  13. Mesmo que se simulação infame atrás de audiência, isso não pode ficar assim. Até quando a GLOBO vai usar de crimes para alavancar a audiência. Esse precedente tem que ser barrado e a emissora deve pagar o preço.

    • Inês, o problema maior não é a Globo fazer isso ou aquilo para alavancar audiência, o problema real é AINDA TER audiência…. Tudo o que está acontecendo só mantém a emissora na cara do público, seja televisivo, seja internauta. Tenha sido estupro, tenha sido armação, tenha a emissora se omitido ou não, a questão é que estão na boca do povo no Brasil todo e isso garante o IBOPE.
      Eu fiquei sabendo deste acontecimento apenas hoje ao ver um post no fb porque eu NÃO ASSISTO tv aberta… podem dizer que é alienação e tal mas não me faz falta nenhuma. Assisto filmes, séries, programas de entrevistas e é através destes que sei das notícias do mundo mas não me dou o trabalho de saber qual o nome da novela das 8, 9 ou 10h que seja. A Globo não acrescenta mais nada à vida de ninguém.
      Ter opinião de verdade é PARAR de assistir. Parar de falar sobre, parar de continuar sendo, de uma maneira ou de outra, platéia da emissora.

  14. Pra mim este episódio vai reposicionar tanto a emissora como os futuros possíveis participantes sobre a conduta e a melhor forma de se expor num reality shows. Na vida real, o que mais predomina nas relações sexuais pós baladas é o ato não consentido, após a embriaguez e como temos agora a ditadura do sexo, ninguém quer ser conservador e puritano, então toca-se a vida adiante. E se atura situações degradantes e humilhantes, tudo em nome da desencanação. A produção do Big Brother, escolhe justamente estes participantes impulsivos, simplórios no julgamento pessoal, que desconhecem os limites da lei e acham que tudo se resume ao exercício do seu prazer e das suas paixões. Então incorrem em várias condutas passíveis de condenação, justamente porque feitas em público como injúria, discriminação. Eles são incentivados a agirem como se vivessem no Estado de natureza, um mundo sem leis.É um crime, e uma deturpação do espírito de liberdade, essa incitação da emissora para os participantes e telespectadores vivam neste mundo sem limites. E depois vem o falso moralismo dos telejornais condenando os adolescentes que expõem as meninas que transam filmadas em celulares, colocadas na roda para que todos se satisfaçam, embriagadas da mesma maneira que Monique, Essa reação do público é uma luz que se acende no fundo do túnel de que as coisas estão indo longe demais.

  15. Vale a pena refletir em que estamos transformando nossa sociedade. Estamos voltando a éra medieval, onde as mulheres eram estupradas e nda acontecia, sem falar nos Gladiarores do UFC que passam a ser “atletas” e esses “seres” do BBB que são denominados Heróis… Como dizia Renato Russo “Que país é esse???”

  16. O fato é: a Globo não ia se queimar tanto para gerar polêmica. Armação tem limite.
    Se tudo fosse uma armação ela não tentaria esconder o jogo como está fazendo.
    E é ridícula essa postura. São cúmplices, se é que ocorreu um crime realmente.

  17. Olá,

    gostei muito do texto. Concordo com você: estupro é sempre estupro, e nada justifica esse ato. Mas acho que a rede Globo também tem grande responsabilidade nos fatos, porque não houve intervenção para evitar um crime. Houve possivelmente, uma cumplicidade em um ato criminoso. Além disso, a partir do momento em que jovens – que não possuem tanto senso de responsabilidade – são confinados em um programa de televisão no qual são fornecidas bebidas alcoólicas, há incentivo para a realização de atos, no mínimo, constrangedores. Não é ilegal, mas é imoral…

    Gostei bastante do seu blog, voltarei a visitar. Visite o meu também, se quiser. Falo sobre diversos assuntos, além de literatura, cinema e música. Também publiquei um texto sobre esse mesmo fato por lá.

    Abraços!

  18. Pior do que o suposto estupro, foi constatar que a comentarista assiti ao BBB…querida acorda é tudo ensaiado…bobinha, não perca seu tempo assitindo a esse lixo, assim vc acaba sendo usada para divulgar a atração…como acabou de fazer

  19. Pingback: Ana Flávia Ramos: A mídia que estupra | Viomundo - O que você não vê na mídia

  20. Pior é quem assiste essa droga, que nada acrescenta.

  21. Pingback: Boninho | Cemitério das Celebridades*

  22. Se isso é estupro, imagine quantos não acontecem depois de uma festa onde todos bebem, enchem a cara, a moça rebola, seduz, provoca, aceita ir pra cama e depois… dorme?
    Pra mim bebida nunca foi desculpa pra nada! Você pode beber e no dia seguinte esquecer, mas o subconsciente funciona muito bem!
    Não sou machista, mas acho que todos estão vendo o lado da mulher nesse caso… E se ela quis? Se aceitou? Se combinou?
    Nunca fiz sexo “dormindo”, e não acho que alguém seria capaz de fazer e não sentir nada e nem se lembrar de nada!
    Estupro só é estupro quando a vítima se sente lesada e pede ajuda!

    • e vc ainda diz que nao eh machista? o problema eh que a sociedade ensina a mulher a nao estuprar ao inves de ensinar os homens a nao estuprarem … se a mulher dormir ou apagar, nao tera mais condições de consentir e aproveitar a transa. Os homens devem entender que devem parar a partir dai, ficar na sua, esperar outra oportunidade … porque se transar com ela desacordada é estupro sim, eh crime, eh machismo

    • Felipe,
      espero que você não encontre muitas mulheres bêbadas na sua vida, sejam elas sedutoras ou não. Uma pessoa bêbada ao ponto de dormir, como você mesmo disse, não está em condições de negar ou consentir com nenhuma parte de seu corpo em fazer sexo com alguém, tenha ela seduzido o sujeito a noite inteira ou não. Cabe ao indivíduo ter um mínimo de bom senso para não transar com uma pessoa desacordada, em vez de pressupor que em algum lugar o subconsciente dessa mesma mulher está consentindo em fazer sexo com ele.
      Estuprar alguém desacordado(a) – considere que não só mulheres, mas também homens são passíveis de serem estuprados – não é a mesma coisa que, abertamente, propor a alguém a fantasia da “Bela Adormecida”. Neste caso, caso haja acordo mútuo, aí sim há uma situação de concórdia entre pessoas que combinaram, aceitaram e quiseram efetuar essa fantasia, o que é muito diferente da circunstância em que temos uma pessoa desacordada e a outra não. Nesse segundo caso, não cabe à pessoa desperta pressupor que o companheiro(a) não se incomodaria se ela fizesse sexo com ele/ela enquanto inconsciente, visto que, se fizesse isso, considerando não só o bom senso como também a lei, que descreve como estupro qualquer ato em que houve sexo com penetração sem o consentimento de uma das partes, estaria cometendo um estupro.
      Portanto, Felipe, caso você conheça alguém que já tenha transado com alguma moça desacordada, não tenha dúvidas de que, ainda que ela não tenha pedido ajuda – reação muito razoável, já que ela estava desacordada e, logo, sem condições de dizer qualquer coisa – ela foi estuprada.

    • viajou amigo!! vai estudar vai!!

  23. Pingback: A mídia que estupra | | Media Brasileiro

  24. Ai Ai Felipe…..se fizessem isso com seu majestoso traseiro, você pensaria o mesmo? se você tivesse apagado de bêbado e um cara se deitasse com você, te passasse a mão e tudo mais que quisesse, você pensaria o mesmo? Ou uma mulher, quem sabe? Sexo sem consentimento é sempre abuso. Se você sempre se “lembrou”, não se tome por regra. Sempre e sempre existirão exceções. e muitas.

  25. ademais, toda a sociedade é vítima desse lastimável ocorrido.

  26. Silvia, meu majestoso traseiro está intacto desde o meu nascimento. E o seu?
    Beber e esquecer é uma doença. “Amnésia Alcoólica”. Existe tratamento para isso!
    O que quis dizer, é que independente de ela lembrar ou não a sedução foi feita… por ela!
    Não estou defendendo o rapaz, mas não estou acusando ninguém!
    Se ela sofre de amnésia alcoólica, deveria tomar cuidado quando consumir álcool, certo ?
    Outro fato, é que ninguém comenta as cenas antes, onde os dois dançam juntos, onde ela provoca e onde, ao final da festa, os dois vão para o quarto deitar debaixo do edredom juntos!
    A questão é: ela se sente lesada? Se sentisse deveria sair da casa também e continuar o processo! No programa de ontem deu para ver ela sorridente e brincando com os demais participantes…
    A vítima existe, mas depende de qual lado você olha!

  27. Você sabe que tem um monte de homem machista, quando em um caso como esse do BBB, aparecem argumentos furados como esses:
    – primeiro esse sujeito desqualifica o programa (que vale o registro, é recorde de audiência há 11 anos) e por ser um péssimo programa, não caberia nenhuma discussão (Sempre cabe discutir e agir quando está em questão a violência!)
    – desqualifica a mulher, dizendo que “ela pediu…” (pediu o quê? pra ser estuprada? Entenda meus caros: NINGUÉM QUER SER ESTUPRADA!)
    – Se atenta aos detalhes “técnicos e científicos”, em busca de pseudo-especialistas para determinar a porcentagem de consciência da mulher. (Só em um país machista como esse, alguém acha defensável esse cara que ignorou se a mulher estava “bem ou não”).
    – é marketing, depois ela posa nua na playboy… (Continuamos no mesmo argumento, mulher que posa pra playboy, bebe todas, usa roupas provocantes, etc. deve ser culpada pelo que lhe acontecer… NUNCA!)

    Precisamos rever definitivamente essa questão machista de defender uma agressão óbvia e agredir a pessoa que foi violentada. Não podemos mais culpar as mulheres, ensinando-as como não serem estupradas, temos que responsabilizar os homens que NUNCA deveriam pensar na hipótese de abuso, estupro e violência!

  28. Cara, assim que vi os TTs no domingo, fui ver o que era e vi o vídeo, lembrei desse filme. Em um país onde andar com pouca roupa, mas que natural, é saudável, pode acreditar, é assustador o número de vezes que uma mulher tem de se desculpar por ser mulher. Vivemos, sim, em constante risco. Estão aí os comentários que não vêem nada demais em bulinar uma mulher desacordada: e ela queria o que?
    É regra. É padrão. Todo mundo faz. A produção não achou nada demais, bebeu, dormiu, mas provocou. Isso é entretenimento. Não posso crer que esse programa vai continuar no ar… Não penso em uma ação da justiça, mas da própria visão ética da emissora.
    Desculpe, mas essa p***** já deveria ter saído do ar.

  29. ACORDA BRASIL!!
    Limites,estão de birncadeira né?? A DªRede Globo manipulou uma ELEIÇÃO pra Presidente!!
    Isso pra eles é café com leite!!!!
    Eles desconhecem a palavra limite.!!

  30. Nas novas edições do BBB , a produção coloca menos camas , forçando os participantes a dormirem juntos. Entenderam ?

  31. Disse tudo e um pouco mais.

    O duro é ver pessoas dizendo “ah, mas isso é assim mesmo, é forjado, é comprado, é qualquer-coisa-esdrúxula, então pode, porque só aconteceu de mentirinha na TV”, sem perceber que a sociedade como um todo é que perde.

    Quem já passou pela situação sabe que com ESTUPRO não se brinca. Quem não passou, e esperamos que nunca passe, tenha o mínimo de empatia no caso.

    Textos interessantes sobre o tema:

    http://pt-br.paperblog.com/artigo-sobre-o-bbb-luis-fernando-verissimo-60926/

    E este filme que se chama NETWORK – Rede de Intrigas (segue o link com a ficha do filme no Internet Movie Database, o melhor banco de dados de cinema que conheço).

    http://www.imdb.com/title/tt0074958/

    Pode ser adquirido em lojas online, comprei faz uns 2 anos por uns 20 reais.

    Ou assista alguns trechos no Youtube, como este aqui:

    “Eu sou um ser humano, porra! Minha vida tem valor”

    Ou especialmente sobre o assunto TELEVISÃO LIXO, este aqui:

    “A televisão não é a verdade, é só um parque de diversões, um circo, um carnaval, um bando de palhaços, […]. É um negócio PARA MATAR O TÉDIO! Se vocês querem A VERDADE, procurem a Deus, procurem seus gurus, procurem a si mesmos! Porque lá é o único lugar que vocês vão encontrar a verdade! […] Nós somos vendedores de ilusões, não de verdades! […] VOCÊS SÃO REAIS, nós somos a ilusão!!”

  32. Tomara que com esse escândalo a Globo seja OBRIGADA a tirar esse lixo do ar. Seria perfeito!

  33. Supondo que tenha sido tudo forjado (do que não duvido), ainda me parece muito necessário refletir sobre as idéias que a maior rede de televisão do país propaga. Acredito que o BBB é uma forma muito mais forte de moldar o pensamento dos telespectadores, pois ali se vê “pessoas reais fazendo o que querem” e não apenas personagens de ficção. Se essa história não der em nada e a moça continuar repetindo que não acredita que seu “amigo” a tenha estuprado mesmo após ver as imagens, ou pior, se disser que ela, afinal, estava bêbada mesmo, dae vai ficar ainda mais difícil fazer com que as pessoas entendam tudo isso que foi escrito em seu texto. Realidade ou não, esse fato deve ser discutido.

  34. Apesar de não gastar meu tempo com tanta BBBosteira, este assunto me parece que além de aumentar o ibope da emissora, pode ensejar uma série de desdobramentos e quem sabe sensibilizarmos mais a população. Sem me estender mais, acho que devemos ter em mente que as emissoras abertas são concessão pública e tais acontecimentos deveriam ensejar uma punição onde os lucros obtidos com este programa, fossem neutralizados pelas altíssimas multas aplicadas, o cidadão que através do Estado concede o direito das emissoras de terem sua liberdade de expressão, porém esta liberdade cessa quando fere direitos e aqui vejo claramente que houve abuso. Gostei do seu texto. Parabéns.

  35. É obvio e tão claro que é tudo armação que só um cego (a) não consegue enxergar. As evidências são tão claras galera que só com a TV desligada não daria para ver.
    http://www.manxxxa.wordpress.com

  36. Olha, eu acho que o livre arbítrio é o que precisa ser praticado. Temos liberdade para assistir o que bem entendermos, nem tudo que julgamos ser bom para nós, é bom para o outro e vice-versa. Eu só acho uma falta de respeito, a globo negar, ou melhor, omitir toda essa repercussão que o caso teve aqui fora, a ela, que no caso seria a vítima. As pessoas ficam cegas, perdem os seus valores para obter ibope.Tudo em busca do velho dinheiro, ele é o motivo dessa babaquice que chamamos de BBB. Eles, que são julgados heróis por ficarem confinados na casa por mais ou menos três meses, por que não vão procurar, como um bom herói, conquistar o dinheiro aqui fora como qualquer trabalhador? As pessoas querem dinheiro fácil, óbvio, quem não quer, num país como o Brasil ser mais da grande classe alta? quem não quer, né? Nem que para isso tenha que se submeter a tal absurdo, participar de um reality show onde vc vende a sua imagem, e é tratado como um rato monitorado vinte e quatro horas em troca de um milhão e meio de reais. Parabéns, vc é mais um imbecil! Lamentável. O Brasil tem tanta coisa boa, cultura, temos tantos Brasil(s) dentro de um só, e a maior emissora de televisão do país, inventa um programa de baixo nível desse, é triste! Mas infelizmente, isso não irá terminar tão cedo, o brasileiro quase sempre é manipulado, comprado, o que me deixa mais indignada. A voz do povo cala frente ao necessário, frente aos “grandes”. Até quando?

  37. O machismo existe na cabeça das mulheres ingênuas e inseguras que preferem ser tratadas como sexo frágil do que enfrentar situações de igual pra igual com os homens. Quem conhece uma mulher de verdade sabe disso!

  38. Olá Ana Flavia!
    Parabens pelo seu discurso bem escrito.
    Concordo com voce na questão de que não apenas o Daniel ou Monique ou qualquer outro brother, caso isso ocorra novamente, seja punido ou mesmo que seja transmitido como o vilão/vilã de toda a história. A Rede Globo deve SIM ser punida ao deixar transcorrer normalmente as cenas, seja em canal aberto ou fechado (no caso do per-per-view), pois isso viola a integridade fisica e psicologica dos participantes.
    Na questao da Monique, eles deveriam ter sim explicado o que ocorreu com a garota e lhe mostrar as imagens.

  39. A grande verdade nisso tudo é que, seja carícias ou sexo, se um homem precisa que uma mulher esteja bêbada pra pegá-la, esse homem é um merda.

    Agora esse discurso, e muitos outros partindo da blogosfera, é q me assusta, as pessoas tem por obrigação esperar o laudo da policia pra depois julgarem o suspeito. Vocês tem que tomar cuidado com o que discursam; ‘vítima estava entregue ao seu agressor…’, ‘possivelmente molestada…’. Ainda não se sabe se houve vitima ou agressor, como já dá assim, o veredito? Concordo que a Globo quer tirar o ‘seu’ da reta e sua omissão só piora ainda mais a reputação do dito ‘programa’, mas disparar suposições por causa de um video feito com camera noturna e sem nenhuma prova? O Brasil está cheio de pessoas q querem expressar suas opiniões, e acho isso a melhor coisa dessa inclusão digital, mas devemos tomar cuidado com os pré julgamentos. Se for confirmado a agressão; cadeia – e ainda acho q a Globo deveria ser autuada por omissão de socorro. Mas se for provado que o tal daniel não fez nada que ela não quisesse, a única coisa que acho que deveríamos julgar o rapaz é; “se um homem precisa que uma mulher esteja bêbada pra pegá-la, esse homem é um MERDA!”

  40. Cara, Ana Flávia C. Ramos, compartilho totalmente o teu ponto de vista, e somente quem é mulher ou caso tenha passado alguma vez por coisas semelhantes, sabe o que e ao que vc se refere no texto, neste caso, não é ibope ou se o programa BBB merece a nossa atenção, eu não assisto, e nunca assiti, mas é o que aconteceu, esperemos nos sociedade e cidadãs, principalmente, que este caso vire punição tanto para o Tal cara estuprador e para a rede Globo, que por ter tido participação direta no caso, incentivando ainda à população a curtir este tipo de atitude medonha, aprenda a não fazer de menos e a pensar mais, que este processo les leve a ter mais conciencia, que o BIAL pense duas vezes antes de por a sua cara na frente de um programa que somente incentiva o sexo, o machismo e os absurdos, esperemos que seja como vc disse, que aconteça uma reforma na midia brasileira, mas isso lamentavelmente é utópico demais, mas continuo compartilhando do teu sonho.

    • Bom, não é verdade o comentário que coloquei. Mas o fato é que aquela mulherada que tá lá dentro é bem libertina.
      Mas nada no mundo justifica abuso.
      Só que continua valendo, quem procura, acha.

  41. VÃO PROCURAR O QUE FAZER…

  42. lamentável o nível que a mídia chega.

  43. Detesto discutir as barbaridades desse programa que idiotiza o nosso país. Vamos discutir o fim dele. Passar a página desse estupro com inteligencia do nosso povo.

  44. Pingback: O BBB e a violência: Sexual e moral « Toni Gumauskas

  45. Ana, muito bom o seu artigo! Parabéns!

  46. Acho que tá na hora de parar de tanto ibope para esse assunto. Também acho que foi tudo combinado e torço pra que essa vergonha da TV Brasileira, dentre outras, acabe logo.

  47. Concordo em quase tudo. Acredito que ela tenha correspondido às caricias NO COMEÇO, como ela mesma falou “a mão naquilo e aquilo na mão”. Só aí já poderíamos culpá-la tbm por atos obcenos diante das câmeras… mas quem liga prá isso? O tal do Daniel ultrapassou os limites do “amasso”, e a estuprou e, como disse acima, estupro é estupro, ponto final. Mas se ela o tocou, ela tava afim de algo mais, mas não justifica o ato do Daniel. Ela bem que poderia ter “caido na real” se não estivesse tão bêbada. E além do estupro devemos avaliar a bebedeira sem limites, os “amassos” e toda essa porcaria de BigBrother. Que esse estupro sirva de mote para liquidar de vez esse programa tão nojento e sem sentido. Que a tal de monique tome mais cuidado com quem se relaciona, pois pode ser estuprada. Que o Daniel receba pena EXEMPLAR como qualquer estuprador. Que a Rede Globo receba a pena MÁXIMA por permitir e insitar violência, crimes, bebedeiras, sexo e toda essa porcalhada de programação. A GLOBO é quem ESTUPRA O BRASILEIRO TODOS OS DIAS!!!

  48. Estou convencido de que é tudo roteirizado pela produção como qqr programa de TV, como as tais “pegadinhas” do Faustão, evidentemente tratadas entre as partes. Isto isenta a TV de abuso indesculpável a uma participante de programa de sua responsabilidade. Isto não isenta, pelo contrário, evidencia a CULPA DA EMISSORA em sua planejada cena na intenção de aumentar a audiência (faturamento) com simulação de crime. Como se faz passar por verdade, deveria ser indiciada e punida !

  49. A verdade e que uma mulher que se inscreve em um programa de tv que tem como intuito de mostrar mulheres semi nuas ou até mesmo nuas,se oferecendo em rede nacional para ter uma fama momentânea
    sem muito esforço, e que alem disso ela consegue entrar nesse programa na qual sabia da exposição que teria, bebe até se esfregar no rapaz depois cai na cama dele de pena aberta “trebada” geme pra crb e depois acorda no dia seguinte se fazendo de vitima. Ela não tem moral nenhuma, porque se ela estava bêbada e não se lembra de nada ele também estava e não pode ser acusado por nada!!!!!!

  50. Acho que você está usando argumentos muito, MUITO simplistas. É muito inadequado classificar o ato como estupro quando o fator condicionante para isto está apenas no fato de ela ter DORMIDO sob o efeito do álcool. Sim, porque me parece que o ato sexual aconteceria inevitavelmente naquele contexto. Ou essa “vítima”, caracterizada por você como uma “mocinha inocente”, permitiu (sim, PERMITIU, pois são vocês, mulheres, que permitem e determinam até onde os homens “podem” chegar) com que o cara fosse com ela pra cama, ainda por cima bêbada e depois de uns amassos em uma festa, estava com a intenção de deitar com ele e DORMIR??? Ora, francamente! Não seja hipócrita!
    Agora, veja bem.. não estou dizendo que o ato dele foi certo. Ao contrário, acho errado assim como você. Só que é exagero dizer que isso é ESTUPRO, pois não é.
    Além do mais… veja com os próprios olhos: http://bobagento.com/estupro-no-bbb12/
    Ela interage com ele o tempo inteiro. Não parece estar dormindo. Nem um pouco.

  51. Mais do mesmo.

  52. Povo burro! Merecemos os governantes safados que temos e uma TV que faz do mesmo uma massa de manobra para garantir pagar seus contratos, através da audiência manipuladora. Isso infelizmente só acontece aqui no nosso país. Nunca seremos uma nação desenvolvida enquanto dermos ibope para programas como este.

  53. As pessoas estão mais interessadas em saber se comeu ou não comeu! Este é o retrato da nossa sociedade burra, inculta e que é manipulada pela mídia(?).
    Neste espaço li comentários bons, outros menos bons, idiotas e por aí ‘la nave va’!
    Isso deveria ser esmiuçado mais fortemente, pois a Globo, caso o acontecido seja verdade, deveria ser punida, pois não ‘zelou’ pela integridade das pessoas. E as pessoas que vão para lá, também não são tâo santas assim! Vendem a alma, e outras ‘coisas’ ao diabo e à Globo, só para terem uns 15 minutos de fama!
    Não é à toa que esse tipo de programa, da Endemol, está acabando em outros países, mas como aqui é Brasil, terra da ‘abertura’, principalmente das pernas, tudo é bonito e válido!
    Todos têm a sua parcela de culpa. A Globo, quem vai participar desse circo dos horrores, do povo que paga prá ligar e encher a burra de dinheiro da Globo e, principalmente, as nossa autoridades(?), que outorgam à essas emissoras o direito de explorar(?) esse veículo, que deveria ser de cultura, lazer, informação e entretenimento.
    Entretenimento não é sinônimo de ‘sacanagem’ e, nesse quesito, a Globo é líder!
    Faltam nessas emissoras, criatividade, ousadia e respeito pelos telespectadores. Faltando isso, tudo será válido(?), sob o olhar torto das nossas autoridades que querem continuar ‘mandando'(?) e ‘roubando'($) neste páis de Pindorama!!!

  54. Ótimo artigo!!!

    Pena que o povo se deixa levar pela teleidiotice brasileira. E acha que um episódio desta gravidade é normal. Jogando a culpa toda na vítima. Vitimização apoiada e reproduzida pelas mídias sociais. Absurdo total!

  55. é vergonhoso o que muitos idiotas pensam a respeito da mulheres.
    esse q disse ” mulher é tudo vagabunda” me pergunto como foi criado? talvez nem tenha nascido de uma mulher e sim saído de uma chocadeira!!!sera q se espelhou em sua família? ou talvez nem tenha uma.
    parabéns pelo blog.o mundo precisa de pessoas como você !!!!
    embora o machismo seja ainda grande ;;cabe a nos mulheres o dom da inteligencia, e isso eles nunca irão aceitar.

  56. Não vou entrar na discussão de se foi ou não estupro. Não é por não achar relevante, mas é que algumas atitudes são tão sedimentadas que a gente (homens e mulheres) nem percebe como são absurdas e nos influenciam.
    Me impressiona o argumento de que a mulher seduz, provoca e o homem vai até onde ela deixar. Já cansei de ver homem dizendo que não respeita mulher que transa com ele no primeiro encontro. Por que ele transa, então? Se os dois estavam com vontade, por que a mulher que fica com a fama de piranha? A responsabilidade é sempre posta na mulher, que deve impor limites para ser valorizada, e se não os impor, não vale nada.
    Também não consigo entender como um homem pode querer transar com uma mulher dormindo, ou mesmo muito bêbada a ponto de não conseguir responder direito ao ato. E ainda dizer coisas do tipo “dá para ver que ela estava gostando” ou “se isso é estupro, já rolou muito depois de festinhas por aí”.
    Homens que precisam que a mulher esteja muito bêbada para aceitar ficar com eles e incapazes de distinguir uma moleza decorrente do alto nível alcoólico e um gostar é no mínimo triste. Mas é inaceitável que um pensamento aparentemente tão simples e inocente acoberte atos que vão além do desrespeito.

  57. Luiz Edvando Santos

    Ótimo texto. Opinião concisa a respeito do fato e postura da Globo sobre o caso. Graças a Deus não assisto ao programa em questão e portanto não vi. Mas sinceramente torço para que tal fato se agrave a ponto de tal programa ser ELIMINADO do ar (como foi o Sr. Daniel).
    Não precisamos desse tipo de programa na nossa TV. Já deu o que tinha que dar. 12 ediçoes já é o cúmulo. Nem na terra onde foi criado, existe mais.

  58. Relevante é a situação em que vivemos, isso sim: a mídia é abusiva clara e objetiva! Enquanto passa na televisão as famosas festas regadas a bebidas e possíveis cenas de sexo ( não explicito) esta tudo bem. A mocinha vai, dança, mostra o corpo, beija, se esfrega,, e está tudo bem…ela atiça as fantasias de quem está aqui fora, e está tudo bem…aos rapazes cabe o tesão…demonstrado # fato, e está tudo bem….
    Enquanto a população assiste e se diverte com a libido alterada a tudo isso, está tudo bem. Após a festa, muita bebida…o acontecido…e todo mundo assiste, e está tudo bem.
    nas novelas, mais sexo, e esta tudo bem…nos filmes, nos programas…no dia a dia e agora grita-se por socorro, houve um estupro.
    Somos estuprados diariamente por tudo o que a mídia nos impõe…nós mesmo permitidos estes abusos, nós consentimos que sejamos estuprados…
    dançamos, usamos a linguagem corporal, como animais, para provar ou querer algo e agora viemos a reclamar?
    Então caros cidadãos, ela não é inocente, ele não é inocente e com o perdão da palavra: todos nós somos culpados pois permitidos que a orgia entre em nossa casa diariamente através da mídia.

  59. Parabéns pelo texto. Gostaria que os telespectadores boicotassem a rede globo, que é cúmplice de um suposto crime e não garantiu a segurança da moça, que estava visivelmente vulnerável, desligando ou mudando de canal, simplesmente. Mas, infelizmente, a audiência desse programa vai acabar aumentando exatamente por isso.

  60. Se eu não me engano a atriz que interpretou o papel da advogada já foi vítima de algum tipo de violência sexual. Grande texto, parabéns.
    http://coisascato.wordpress.com/2012/01/17/estuprobb/

  61. Mas é claro que rolou um belo cachê para ambos. Pelo amor, né! Quem deixaria um prêmio de um milhão e meio de reais escapar por-entre-os-dedos a troco de má fama?!
    Ninguém me tira da cabeça que foi injusta a saida desse ‘brother’ da casa. Sai o negrinho e fica a lourinha exibindo a bunda na beira na piscina e queimando o que lhe restou de neurônios após o descoloração das madeixas. Injusto o negro pagar pelo sexo sendo que os dois fizeram juntos.
    Estupro?
    A equipe disponibiliza alcohool, musicas ensurdecedoras e alucinógenas, roupas pra lá de sensuais e belas mulheres exibindo seus corpos para pré-adultos semi-educados e esperam que aconteça o que? beijinhos e abraços? FAÇA-ME O FAVOR, NÉ!
    Tudo isso não passa de um jogo fútil de marketing utilizado pela rede ‘PLIM-PLIM’ de televisão Brasileira. Por sinal, só pra NÃO variar.
    Não estou querendo defender o rapaz (nem sei o nome), longe de mim! estou apenas expondo minha opnião como todos os outros fizeram.
    Tenho apenas 16 anos e me orgulho de não assistir ao BBB.
    Ai está um programa que não acresenta nada a cultura do nosso pais! só faz denegrir a imagem dos participantes.
    Podem até me achar nova demais para comentar sobre o assunto, mas, sou ‘adulta’ o suficiente para ter uma opnião formada.

  62. Pingback: A quem interessa a continuidade do “show” | A Tal Mineira – Blog da Sulamita

  63. O que me chamou a atenção foi o título. já imaginava que se tratava desse assunto polêmico no Big Brother Brasil. Um programa que prefiro até fingir que não existe. O fato é que a mídia estupra a população em diversos fatores. Em novelas, em realyts, em notícias com tons de opiniões pessoais. O estupro da mídia, se pararmos pra pensar, são em vários quesitos do nosso dia a dia! A verdade, respondendo a pergunta do final do post, é que nem a Globo, e nem outra emissora de tv ou de comnicação, tem um papel social definido, pois se assim o fosse, programas como BBB não seriam exibidos, mas sim debates sobre como melhorar a vida dos brasileiros que vivem à margem da miséria! A TV oferece apenas aquilo que dá ibope, o que o público quer, e nao há nada de social nisso. Vivemos numa realidade onde imagem é tudo, já tão amplamente difundida por Foucaut. O que importa no final é a audiência, e creio que eles esperam que haja outras polêmicas do tipo, pra que a audiência continue subindo…

  64. O conceito moderno a respeito de estupro consiste de todo ato libidinoso ou sexual praticado sem o consentimento ou consciencia da pessoa atingida. No caso, eh preciso com muita intensidade conscientizar as pessoas que ninguem tem o direito de se aproveitar da fraqueza ou descuido de outra pessoa, para praticar um ato sexual ou mesmo abusar dessa pessoa. Não se confunda o confinamento do programa com o proposito de conquistar um premio financeiro, com um consentimento implicito (que não eh o caso), de que qualquer um ali pode transar achando que tenham esse direito. Não tem! Sexo tem que ser consentido e não apenas subentendido por estar na festa. Um perigoso precedente porque tudo eh exemplo. A direção do programa deveria ser punida judicialmente porque permitiu, foi conivente com o crime praticado.

  65. É obvio que isso foi armado e que os dois receberam um “incentivo monetário”, o rapaz pode ser bebado, mas burro ele não é, jamais se queimaria por nada… É ridiculo acreditar nisso. Particularmente não assisto ao programa mas se tornou impossível não saber do ocorrido devido ao fato de eu ter um facebook. Aí vai uma dica aos espectadores assíduos do programa, vá ler um livro, é muito mais instrutivo.

  66. Pingback: Estupro não é sexo |

  67. Pingback: BBB 12: A MÍDIA QUE ESTUPRA « LIBERDADE AQUI!

  68. Adorei o texto! Não vi a cena na televisão, nem depois, só vi as notícias na internet e fiquei pensando: estupros acontecem nos becos, nas ruas, nos campus universitários, nas casas de família e em tantos lugares…. e a sociedade insistindo em não ver, na busca desespera por negar ou atenuar a existência desse tipo de violência… Daí vem um episódio como esse, televisionado, disponível na internet… e grande parte das pessoas fica inventando maneiras de não ver… armação ou não: tem horas que a ficção fala mais que a realidade… quer dizer, mesmo que tenha sido armação, por que usar um caso de estupro para tentar levantar a audiência? Para mim, essa pergunta reforça todos os argumentos da Ana Flávia.

  69. Pingback: Implicações éticas e jurídicas do caso BBB 12 | Ética e Realidade Atual

  70. Pingback: A mídia que estupra | Ofensiva contra o machismo

  71. Pingback: Violência sexual no BBB e muito machismo fora dele | Ofensiva contra o machismo

  72. Eu acho um absurdo o daniel ter sido eliminado se acontecel alguma coisa foi porque ela deixou.se é assim ela deveria sair tambem agora eles tiram a oportunidade dele ta errada caramba.

  73. Eu concordo que foi uma violência, mas para uma mulher estuprada a vitima não está agindo como tal. Uma mulher aduterada na sua forma mais trágica que é a violência sexual, deveria sair do programa e combater o crime a qual foi imputada!! ela também está banalizando o ato.

  74. Gente, a polemica, ha tempos, ja devia ter ultrapassado as apelacoes de epoca de BBB… Esta midia, ha decadas, entorpece o povo brasileiro com uma prescricao diaria de, pelo menos, 4 telenovelas imbecis, noticiarios parciais e corruptos e um marketing barato e apelativo, onde todo mundo tira a roupa pra virar celebridade… e, claro, tudo no embalo da musica sucesso “mundial” delicia, ai se eu te pego?! Esta tudo errado. O problema eh estrutural. Chega de bater boca. Vamos desligar a TV, trabalhar, pesquisar e estudar muito, para tentar restaurar e honrar nossa integridade, e , logo, nossa verdadeira cultura brasileira, que eh extremamente rica, mas que foi soterrada por este lixo comercial. Eh por ai que comecamos mudar o Brasil.

  75. Bom, tenho visto pessoas comentando por aí que é tudo uma armação da Rede Globo que forjou a cena e o roteiro para alavancar audiência.Tenho percebido também que por adotar essa visão, alguns expressam desprezo pelo assunto adotando rótulos como “puta” e “filho da puta” (por serem supostos canastrões seguindo ordens.
    Se ocorreu a violênica sexual (vias de fato) ou não , eu realmente não sei.Mas o que sei é que este fato está sendo usando pela referida emissora para compor uma dramaturgia que tem se mostrado bem perversa. Tão perversa que até quem julga o programa 100 por centro manipulador cai no equívoco de avaliar a mulher envolvida na situação de “puta”.A emissora faz cortes nas cenas e mostra a jovem bêbada e sensual dançando ao lado do outro jovem. A imagem feminina transmitida deseja que o público traduza aquela mulher como “puta”.
    Até quem não concorda com o programa repete os termos pre-concebidos por ele!Isso revela o público fazendo exatamente o papel de que Globo deseja .
    Por favor..Meus caros, a pertinência do que está em pauta é bem maior que a conduta de Fulano ou Sicrano! Estamos falando de um programa que altera as contingências e favorece o uso de drogas. E mais : uso de drogas relacionado a felicidade (a combinação é álcool + festas).Isso mesmo , o álool, este inocente que mata 2,5 milhões de pessoas por ano.
    Estamos falando de um programa que permite que uma cena (forjada ou não) de uma relação sexual seja transmitida com a permissão de câmeras em volta olhando o espetáculo.Se tiver sido um estupro de fato (legamente falando) a emissora , testemunha ocular, nada fez para que fosse impedido.E se não tiver ocorrido o estupro em si, a mesma emissora, permitiu que a dubiedade das cenas fossem tratadas como ” amor” … como algo normal para um jovem casal ( a jovem bêbada e sensual dançando ao lado do outro jovem )onde fatalmente ambos iriam parar na mesma cama (até porque a quantidade de camas são reduzidas com este intuito, provocar fornicações e afins.
    É este tipo de programa que queremos na televisão brasileira?Devemos tratar este fato como mais um capítulo de uma dramaturgia arranjada?Devemos nos acostumar?
    E mais uma vez….. Devemos nos acostumar?

  76. A verdade é que há um falso moralismo latente na sociedade brasileira, já vimos no BBB, coisas muito piores, e não houve nenhuma exploração deste porte. Aqui em Fortaleza um ano atrás, um italiano num local público estava beijando sua filha, e uma dessas pessoas inescrupulosas, que se preocupam mais com a vida dos outros, que com a sua, o denunciou a policia, o homem, foi execrado publicamente, preso, exposto de uma forma rídicula e no final , a quem de direito no caso a justiça, o mesmo foi considerado inocente. Com certeza deve ter processado o Estado, ocorre que delatores, que fazem isso no anonimato, também, ficam impunes quando deveriam pagar, por atos desta natureza. Há uma norma jur[idica que diz ” Há nenhum cidadão é permitido desconhecer a lei”. Se não as conhecem pelo menos deveriam evitar fazer comentarios, movidos, por seus falsos moralismos..

  77. Não posso deixar nenhum comentário,pois desligo a TV,logo que termina a novela que por sinal é outra porcaria.Neste horário vou ler um livro ou até mesmo reler,mas participar desta vulgaridade não quero. Moralista?? Não sou ,mas gosto de programa onde aproveito alguma coisa para crescer como gente. Mas tá difícil!!!

  78. Eu vi no momento que eles foram pra cama.Ah essa mocinha ingenua, estava semi nua, e foi deitar com uma cara que conheceu à 5 dias…ninguém merece tanta hipocresia, ela queria também, só que ja estava muito bebeda , e dormiu.e talvés ele nao tenha aguentado, e terminou o que começaram.
    Vamos esperar pra ver com quem ela vai outra vez pra cama, ela gostaaaaa, e enrou nesse BBB pra isso, fazer fama a qualquer preço…

    • Pelo amor de Deus, Rosemary, ele não pode “terminar o que começaram” com ela dormindo, inconsciente!!!! Esse é o crime!

  79. Pingback: Language Trainers Brasil : Blog » Brothers & Sisters

  80. Se foi ou não estrupo…se ela estava ciente ou não…não importa!O que importa é que a Rede Globo esta conseguindo implantar essa CULTURA FÚTIL na casa de cada brasileiro.Onde já se viu…um bando de marmanjos confinados em uma casa (confortável), na qual, NÃO FAZEM NADA, serem chamados de heróis,guerreiros…ainda tem a coragem de dizer que lutou muito para chegar até ali….e levar um premio de R$2 milhões!!!!ISSO É RIDÍCULO….
    Esse povo de CULTURA FÚTIL que assiste esse BBB,que já esta na 12° edição…pq vcs votam,dão ibope para essa porcaria de programa.Não sei o que é pior…ver um jornalista que cobriu eventos importantes como a Guerra do Golfo, o Colapso da União Soviética e a queda do Muro de Berlim,apresentando um LIXO de programa ou ver a Val marchiori….falando HELLOOOOOOOOOOO!
    Por isso que pago SKy…

  81. “Ela estava pedindo”
    Atos de violência contra a mulher sempre hão de ser justificados de alguma forma, se você não quer ser culpada não ande com essas roupas indecentes, não vá a estes lugares, não fique na rua até essas horas, não ande com esse tipo de gente, não fale desse jeito e por aí vai. Ou seja, não seja livre. A mulher ainda é tratada como objeto sexual, que está aí à disposição, à espera.
    Na minha opinião, houve omissão de socorro e tentativa de encobrir o crime, o que faz da emissora, além de criminosa, desumana. Daniel não é o único culpado e espero que tanto ele quanto os demais sofram as sanções e coerções previstas.
    Embora tudo isso tenha sido um infeliz acontecimento e poderia ter sido evitado, foi incrível a sensação de não estar sozinha, das mulheres (e também homens) estarem se mobilizando por uma desconhecida até então, espero que não pare aí, que protestos sejam feitos, que a emissora seja pressionada, que este não seja um evento semanal e que as mulheres fiquem conscientes que elas não são culpadas por serem abusadas enquanto eram incapazes (ainda mais) de se defenderem.

  82. Pingback: Brasil: Escândalo Sexual no Big Brother Desperta Debate sobre Machismo · Global Voices em Português

  83. Eu não lembro do filme da Jodie Foster.

  84. Pingback: Brazil: Sex Scandal on Big Brother Provokes Debate on Machismo · Global Voices

  85. Pingback: Estupro não é sexo | Biscate Social ClubBiscate Social Club

  86. Pingback: Estupro não é sexo | Biscate Social ClubBiscate Social Club

  87. Pingback: A mídia que estupra – A Tal da Politica

  88. Pingback: A tolerância que nos desmascara - A Tal da Política

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s