O ardiloso flerte da Folha e Joaquim Barbosa

A Folha faz, de maneira mais “sofisticada”, o que a Veja e a Época fizeram com Joaquim Barbosa neste final de semana, isto é, o transforma em herói, mesmo chamando-o de anti-herói. Folha é perspicaz. Em seu artigo, mostra Barbosa como eleitor de Lula e Dilma, jurista devotado, imparcial, coerente na sua atuação no STF, de origem pobre, sério, tentando desmontar as críticas de que o que está ocorrendo no STF é um julgamento “político”, de “exceção”. Afinal, não se trata de um magistrado identificado com a Direita que está condenando, mas um eleitor do Lula. Enfim, Mônica Bergamo, de forma sutil, ratifica a imagem de herói do Brasil. Ardiloso, muito ardiloso, o texto do jornalão. Entretanto, joga para baixo do tapete todas as incongruências e contradições do honorável ministro para reforçar uma imagem positiva. Entre os “calcanhares de Aquiles” escamoteados de Joaquim Barbosa estão:

 1 – Como relator do “mensalão do PSDB”, Barbosa não demonstrou o mesmo empenho ou pressa para que o este fosse julgado, embora ele tenha ocorrido antes do suposto “mensalão do PT” e com sério risco de prescrever. Como homem que defende o “bem público”, como ele mesmo disse, isso não é preocupante?

 2 – Como representante do STF no Ministério Público, durante as investigações do “mensalão do PT”, Barbosa não parece ter se incomodado com o fato de que os indícios que apontavam para o envolvimento de grandes empresários terem sido claramente deixados de lado.

 3 – Barbosa critica a própria mídia, mas está lá, no dia da eleição, posando para foto e narrando sua trajetória de vida. Diz que não comentará a AP470, mas sabe que aquela reportagem servirá para legitimar sua atuação nesse julgamento. Apesar de negar, todos sabem que a reportagem é sim sobre o julgamento de “mensalão” em curso. Barbosa critica a mídia, mas fala para ela durante as sessões. Por vezes, sua retórica parece ser moldada exatamente para o sensacionalismo midiático feito sobre o caso. Comentários irônicos – e mesmo depreciativos do PT – aparecem intercalados com a leitura de seus votos. Sua “performance midiática” tem corroborado sim na construção de sua imagem de “herói” e ajudado muito a Direita.

 4 – Barbosa, que na reportagem se mostra de forma tão “neutra” (julga e relata casos tanto de petistas quando tucanos), não se opôs à realização do julgamento (feito às pressas) na véspera do período eleitoral (com a análise do núcleo político do PT “coincidindo”, com a mesma precisão de um relógio suíço, na semana de eleição). Afinal, para um defensor da “coisa pública”, “independência dos poderes” e isenção do judiciário, não seria mais adequado que o julgamento ocorresse em outra época, menos turbulenta e cheia de apropriações oportunistas por parte da mídia e da oposição?

Ninguém duvida dos méritos da trajetória pessoal de Joaquim Barbosa, mas não dá para acreditar que ele está fora de todo o jogo político-partidário que se armou em torno do julgamento do “mensalão”.

Ana Flávia C. Ramos

Anúncios

2 Respostas para “O ardiloso flerte da Folha e Joaquim Barbosa

  1. MáhRiOhMário SF Alves

    Sobre o desempenho do JB no dito julgamento da AP 470, vulgo mensalão do PT:
    1- Seu verdadeiro momento de glória foi o julgamento do pedido de extradição do Cesare Battisti. Ali, sim, ele brilhou. Deu aula de cidadania. Tá no You Tube. No Entanto, ficam as dúvidas: estaria ele apenas acumulando forças para o “Last act”, a tentativa sórdida de sabotar e desmoralizar o criador do PT? Teria ele igual performance num governo do PSDB?
    2- Não se podia esperar nada diferente dele neste dito julgamento. Quem engendrou, modelou, cronometrou e determinou tudo foi o capitalismo mais retrógrado do planeta representado por seus prepostos e beneficiários, a mídia corporativa.

  2. luciano ferreira veras

    Nunca li tanta besteira, como esta que acabei de ler, este pessoal do PT se sentem intocáveis.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s